Ronildo e Samir denunciam inépcia do governo estadual com a saúde

por Adriana Piacentini publicado 11/07/2017 11h09, última modificação 11/07/2017 11h09
Demora no atendimento é insatisfatório e está ceifando vidas

O vereadores Samir Ali (PSDB) e Ronildo Macedo (PV) levaram sua insatisfação ao presidente da Assembleia Legislativa Maurão de Carvalho (PP) em visita feita à Câmara de Vereadores de Vilhena, na manhã desta segunda-feira, 10 de julho. Estiveram presentes todos os vereadores e os deputados estaduais Jean de Oliveira (PSDB) e Luizinho Goebel (PV).

O tom da reunião foi pautado pela liminar obtida pelo Ministério Público que obriga o estado a adotar a gestão do Hospital Regional de Vilhena no seu plano orçamentário e também o remanejamento de parte dos servidores estaduais da saúde cedidos ao município para órgãos do Estado.

O vereador Ronildo Macedo narrou seu constrangimento com o triste caso de um idoso de 86 anos que mora no seu bairro. “Ele quebrou o fêmur e infelizmente não consegue fazer nada em Vilhena, devido a que tem que esperar a regulação, não há previsão para cirurgia. Este governo só fala bonito por meio do secretário Williames Pimentel quando vem a Vilhena”, asseverou Macedo.

Samir Ali desabafou ao relatar que a sala ortopédica vive lotada de pacientes. “A maioria são de outros municípios aguardando a regulação que demora uma eternidade. Este governo não foi bom para a saúde de Vilhena”, afirmou em tom ríspido.

O presidente da Assembleia se comprometeu em trabalhar em companhia do deputado Luizinho para encontrar uma solução imediata às mazelas da saúde no município.